Pular para o conteúdo principal

A Verdadeira Evangelização

Lc 4.18-19; I Co 9.16; Mt 935-38; II Tm 1.10 e Atos 16.31
   Não se pode aceitar o conceito de evangelizar somente “salvar as almas” e buscar exclusivamente uma mudança de “status” eterno do indivíduo. Tampouco se pode reduzir o evangelho a um simples programa de serviço social ou mero instrumento sócio-político.
Através desta mensagem vamos refletir alguns conceitos sobre evangelização:

     I-      EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL:
Todo evangelho para o homem como um todo e para todos os homens. A evangelização tem como destinatário o homem na totalidade do seu ser: “espírito, alma e corpo”(I Ts 5.23), histórico e eterno. O evangelho não pode ser reduzido a uma só dimensão. Não se pode fragmentar o homem criado “à semelhança de Deus”. 

II-     EVANGELIZAÇÃO É BÍBLICA: Jo 5.39; At 2.22-42; 10.34-44; I Co 15.1-4;  Ef  1.9,10; Cl 1.15-23; Ef 4.1.12-16 e Fl 3.12-15.
     A verdadeira evangelização é bíblica. Sua mensagem: a proclamação (kerigma) consagrada pelo Novo Testamento, tendo como fundamento Jesus Cristo. Seu ponto central é chamado ao arrependimento (metanoia), a conversão e incorporação à comunidade de fé. Seu objetivo final é o reino de Deus.

III-         PROCLAMAÇÃO DA BOA NOVA:
      Evangelização é a proclamação da boa nova libertadora de Jesus Cristo. Evangelizar é compartilhar uma boa notícia. Não é impor um pacote doutrinário, litúrgico, ético, humanista, sobre as pessoas.

IV-        EVANGELIZAÇÃO ENCARNADA:
       A verdadeira evangelização é encarnada (Rhema), e não apenas (LOGOS). É a proclamação em palavras e atos. Nota-se que há excesso de verbo em tudo que se faz. “Deus fez um discurso vivo na pessoa de seu Filho Jesus Cristo” Jacques Durrandeaux.  Muitas vezes prega-se, hoje, um evangelho social, cultural e humanista. Descarta-se o poder do Espírito Santo, do sangue de Cristo e da cruz.
O evangelho é eterno, porém, compatível com o que é temporal e histórico. Não se quer dizer que as situações históricas se tornam parte do conteúdo do evangelho. Por conseguinte, a evangelização tem de estar inserida neste mundo e na experiência total do homem que responde por sua existência histórica. O homem não é apenas  destinatário, senão também ingrediente da evangelização.

V-          EVANGELIZAÇÃO CONSCIENTIZADA:

    Não basta a igreja ter visão panorâmica do mundo e da desgraça em que vive o pecador. Entretanto, é preciso ter a consciência de toda a situação de perda da imagem e semelhança de Deus. Deve-se conhecer e abandonar tudo aquilo que o impede de ser livre. Refutamos toda a evangelização que tem como base uma atitude de fuga da vida, alienante da realidade e irresponsável perante a sociedade. Gn 4.9; Fl 3.3-15; Lc 19.1-10; Mt 10.16 e Jô 3.1-9.

CONCLUSÃO: A paz bíblica (shalom), a reconciliação de todos os homens e por meio de Jesus Cristo, que é Senhor de tudo ou não é Senhor de nada. Ela não faz concessão ao seu discipulado. Entrementes, não se pode ”servir a dois senhores”. A evangelização é um processo permanente no qual somos transformados uma e outra vez, a Deus e ao próximo, sendo uma porta aberta para a renovação, reconciliação, crescimento e busca de maturidade cristã.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Convertido, Seguidor, Discípulo ou Discipulador?

“O mesmo Espírito testifica com nosso espírito que somos filhos de Deus (Rm 8.16). Pressupõe-se que, se a igreja tem convertidos, que se transformam em seguidor, e depois, em discípulo, ela precisa de discipuladorOu se evangeliza e vive ou não se evangeliza e morre. A evangelização e os seus resultados deixam igreja em clima de festa.Haverá sempre "uma festa no céu por um pecador que se arrepende”(Lc 15.7). Meu objetivo, ao apresentar este estudo, é estimular e enriquecer você para a prática do Discipulado. Há quatro estágios fundamentais para quem deseja ser fazedor dediscípulo:

ESPIRITO, ALMA E CORPO – DOUTRINA FUNDAMENTAL

“E O PRÓPRIO DEUS DE PAZ VOS SANTIFIQUE COMPLETAMENTE; E O VOSSO ESPÍRITO, ALMA E CORPO SEJAM PLENAMENTE CONSERVADOS IRREPREENSÍVEIS PARA VINDA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO" 1 Ts 5.23 "POIS A PALAVRA É VIVA E EFICAZ, E MAIS CORTANTE DO QUE QUALQUER ESPADA DE DOIS GUMES, E PENETRA ATÉ AO PONTO DE DIVIDIR ALMA E ESPÍRITO, JUNTAS E MEDULAS, E É APTA PARA DISCERNIR OS PENSAMENTOS E INTENÇÕES DO CORAÇÃO” Hb 4.12 FUNÇÕES RESPECTIVAS DO ESPÍRITO, ALMA E CORPO

O Bom Pastor e as Ovelhas

João 10.5 e 9-10 -INTRODUÇÃO: É preciso ajustar a nossa vida com Jesus Cristo, o Supremo Pastor, para sentirmo-nos satisfeitos e calmos. A ovelha não é um animal muito exigente. Come o que se lhes dá a comer; bebe o que se lhes dá a beber. A igreja, na pós-modernidade tem pastores de todas as classes, habilidades e gostos. A bem da verdade, o título de pastor está um pouco desgastado. Surgem outras qualificações que dão mais status como apóstolo, profeta, missionário. Há pastor que prega o evangelho puro e transformador que “é o poder de Deus para a salvação de aquele que crê” (Rm 1.16), da cura, do exorcismo, da prosperidade, da libertação, do Quinto Evangelho do “nada a ver” e, faz uma salada que intoxica a alma ao invés de curar seus males.

O JOVEM MAIS BELO – ABSALÃO

Absalão, em hebraico, אַבְשָלוֹם. Significado: Meu pai é paz. Ler os textos II Samuel 3.1-5; 13.21-29; 14.24-33; 15.1-12; 18.9-17 e 18.33 A Bíblia nomeia Absalão como o terceiro filho de Davi cuja mãe era Maaca. Havia muita crise relacional na família real. Cada filho nascia de uma mulher diferente. Infelizmente, esta anomalia social está acontecendo em nossa sociedade. Em 2 Sm 14.25 e 26, diz que não havia, em Israel, homem mais belo e formoso do que Absalão. Desde a planta dos pés até a cabeça, não havia defeito algum. Não havia academia de fisiculturismo. Ele não era ‘bombado,’ mas tinha o corpo sarado.