Pular para o conteúdo principal

As sete revelações de Jesus na cruz

Deus jamais foi o produto da civilização Oriental e Ocidental. Deus não manipula e nem é manipulável. Deus não é a soma de nossas construções, o feixe de nossas projeções; não é, também, a somas de nossas elucubrações filosóficas e teológicas. O homem se perde e sucumbe na curva da história, porque há uma ruptura, por iniciativa do homem, no relacionamento teândrico. “O discurso do homem não constrói Deus, mas Deus constrói homem pelo discurso do "VERBO ENCARNADO” (Durrandreaux). 
No perpassar dos séculos ou milênios, o homem construiu muitos altares e neles sacrificou para absolver-se dos seus pecados e dos outros. Todavia, um altar foi escolhido no lugar conhecido como Gólgota (lugar duma caveira), por causa da conformação geográfica ( Mt 27.33), onde o Cordeiro de Deus”entregou-Se a Si mesmo a Deus pelos nossos pecados, como um sacrifício duma vez para sempre” Mt 27.33; Hb 10.12 LA).

1.“Pai, perdoa-lhes,  porque  não  sabem o  que  fazem ” (Lc 23.34). Na  oração de  Jesus,  ele  expressa  seu profundo amor e pede a Deus para perdoar seus malfeitores. O amor leva-nos a perdoar. O perdão tem tem  mão dupla. Ele cura quem perdoa e quem se sente perdoado. O perdão é melhor do  que dez caixas de  sedativo

2.”Jesus, vendo sua mãe perto de João, a quem amava,disse-lhe: “ mulher, ele é seu  filho ”.  E   para mim, Ele disse: é sua mãe! ” E daí em  diante eu a  levei  para  minha  casa ” (Jo 19.27-27). Imagine o olhar de Maria para Jesus ali na cruz! “Uma espada atravessará a sua alma”amor zelo filial, preocupação familial. Dá a entender que José já havia falecido e João tornou-se o arrimo.

3.”Em verdade te digo hoje, que estarás comigo no paraíso” (Lc 23.43).Em meio a tanto sofrimento Jesus não perdeu o foco principal da sua missão de salvar garantir a felicidade eterna aos que são salvos. Você já tem passaporte para entrar no PARÁISO eterno? “Quem crê no Filho tem a vida eterna”.

4.”Jesus clamou: “Eli, Eli lama sabactâni? que quer dizer: ”Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?”( Mt 27.46).Alguém disse que esse clamor tem duplo significado. Primeiro, foi o grito de dor como ser humano no momento em que, o caldeirão da ira de Deus, que deveria ser derramado sobre nós, caiu sobre Ele. Segundo, foi o brado de vitória pelo fato de estar cumprindo o projeto de Deus para salvar o mundo.

5.”Tenho sede” (Jo 7.37; Jo 19.28).Aqui está o grande paradoxo: Jesus é a fonte da água da vida e tem sede. Sua sede era humana, porém, a sede maior era “ buscar e salvar o perdido” e os mortos nos seus delitos e pecados  (Ef 2.1). O vinagre que deram era um líquido corrosivo, mas Jesus é a água da vida que elimina o efeito corrosivo do pecado que corrói a vida humana.

6.”Está consumado!” (Jo 19.30). Jesus cumpriu com perfeição o plano de salvação projetado por Deus, do Éden até o dia da sua ascensão ao céu. Jesus selou com seu sangue o pacto na Nova Aliança. Sem o carimbo, cuja tinta é o sangue de Cristo, não se tem a remissão de pecados. Aquele que crer e aceitar que o sangue de Jesus Cristo foi derramado para a remissão de seus pecados, “está livre da lei do pecado e da morte ”(Rm 8.1-2).

7.”Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito” (Sl 31.5). Ele deu um brado em alta vós e constatou-se sua morte física. “E o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu” (Ec 12.7). Os atos de Deus são incontestáveis e inequívocos. O discurso do homem não constrói Deus, mas Deus constrói o homem com o discurso vivo revelando o seu imensurável amor na morte do seu único Filho Jesus Cristo. A salvação é de graça, mas custou alto preço, o Cordeiro imaculado foi sacrificado por nós na cruz. Tempo de reflexão quaresmal.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESPIRITO, ALMA E CORPO – DOUTRINA FUNDAMENTAL

“E O PRÓPRIO DEUS DE PAZ VOS SANTIFIQUE COMPLETAMENTE; E O VOSSO ESPÍRITO, ALMA E CORPO SEJAM PLENAMENTE CONSERVADOS IRREPREENSÍVEIS PARA VINDA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO" 1 Ts 5.23 "POIS A PALAVRA É VIVA E EFICAZ, E MAIS CORTANTE DO QUE QUALQUER ESPADA DE DOIS GUMES, E PENETRA ATÉ AO PONTO DE DIVIDIR ALMA E ESPÍRITO, JUNTAS E MEDULAS, E É APTA PARA DISCERNIR OS PENSAMENTOS E INTENÇÕES DO CORAÇÃO” Hb 4.12 FUNÇÕES RESPECTIVAS DO ESPÍRITO, ALMA E CORPO

ESPÍRITO, ALMA E CORPO

1 Ts 5.23; Hb 4.12 “E O PRÓPRIO DEUS DE PAZ VOS SANTIFIQUE COMPLETAMENTE; E O VOSSO ESPÍRITO, ALMA E CORPO SEJAM PLENAMENTE CONSERVADOS IRREPREENSÍVEIS PARA VINDA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, POIS A PALAVRA É VIVA E EFICAZ, E MAIS CORTANTE DO QUE QUALQUER ESPADA DE DOIS GUMES, E PENETRA ATÉ AO PONTO DE DIVIDIR ALMA E ESPÍRITO, JUNTAS E MEDULAS, E É APTA PARA DIOSCERNIR OS PENSAMENTOS E INTENÇÕES DO CORAÇÃO”. FUNÇÕES RESPECTIVAS DO ESPÍRITO, ALMA E CORPO:

O Vaso de Alabastro

Fui pobre duas vezes – materialmente e espiritualmente. Alguém que tinha alma grande amou-me, acolheu-me, curou-me, sustentou-me e guiou-me. Por causa do avanço acelerado da tecnologia, o amor vai se tornando uma virtude rara, até entre os irmãos da santa grei.  Pobres, ah, os pobres! O rico pode ser pobre espiritualmente. Não obstante a sua riqueza, ele pode ser rico também (um pouco mais difícil) vivendo sob o senhorio de Jesus Cristo; o pobre materialmente pode ser rico. Triste é ser pobre duas vezes! Jesus definiu o palco da mensagem evangélica dizendo: Mt 11.5; 26.11; Lc 4.18 e fez uma advertência - “trabalhai não pela comid que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem vos dará...”(Jo 6.27).

O Bom Pastor e as Ovelhas

João 10.5 e 9-10 -INTRODUÇÃO: É preciso ajustar a nossa vida com Jesus Cristo, o Supremo Pastor, para sentirmo-nos satisfeitos e calmos. A ovelha não é um animal muito exigente. Come o que se lhes dá a comer; bebe o que se lhes dá a beber. A igreja, na pós-modernidade tem pastores de todas as classes, habilidades e gostos. A bem da verdade, o título de pastor está um pouco desgastado. Surgem outras qualificações que dão mais status como apóstolo, profeta, missionário. Há pastor que prega o evangelho puro e transformador que “é o poder de Deus para a salvação de aquele que crê” (Rm 1.16), da cura, do exorcismo, da prosperidade, da libertação, do Quinto Evangelho do “nada a ver” e, faz uma salada que intoxica a alma ao invés de curar seus males.