Pular para o conteúdo principal

Convertido, Seguidor, Discípulo ou Discipulador?

“O mesmo Espírito testifica com nosso espírito que somos filhos de Deus (Rm 8.16).
Pressupõe-se que, se a igreja tem convertidos, que se transformam em seguidor, e depois, em discípulo, ela precisa de discipuladorOu se evangeliza e vive ou não se evangeliza e morre. A evangelização e os seus resultados deixam igreja em clima de festa.  Haverá sempre "uma festa no céu por um pecador que se arrepende” (Lc 15.7).
Meu objetivo, ao apresentar este estudo, é estimular e enriquecer você para a prática do Discipulado. Há quatro estágios fundamentais para quem deseja ser fazedor de discípulo:

1.  CONVERTIDO: “Ser nova criatura” (II Co 5.17)
Quando nasce um bebê a família festeja. Quando nasce alguém de novo na igreja, deve-se festejar também. Mesmo que não haja festa na terra, os anjos festejam no céu, pois é menos um para o inferno e mais um para o céu. Na verdade a igreja não precisa de pastor para gerenciá-la como se fosse uma empresa. Precisa, sim, de homens ungidos, sensíveis e conscientes da desgraça de quem não experimentou a bênção da salvação.
2.  SEGUIDOR: O verbo seguir aparece 80 vezes no NT. Ir atrás  de  alguémseguir a  opinião de alguém, ir para algum lugar com outra pessoa. Na verdade, na verdade, não se é “nova criatura” por imitação, por uma fé intelectual, fé  convencional, por parentesco,  adesão,  rotulação  ou busca de status. No decorrer dos séculos, a estratégia missionária do Espírito não foi  alterada. Pregar o evangelho “poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê” é fazer discípulo (Rm 1.16);
Ao aceitar Jesus Cristo como Senhor e Salvador, a pessoa recebe a credencial de filho de Deus para tornar-se seguidor de Jesus Cristo. Ele é inserido na igreja, corpo de Cristo. Sendo obediente e zeloso, conquista o grau de discípulo.
      3. DISCÍPULO: Aluno, aprendiz, aparece 264 vezes no Novo Testamento. Foi uma experiência radical e um grande desafio ser discipulado por Jesus Cristo e uma experiência vital que propiciou uma mudança radical. Os discípulos tiveram muitas dificuldades para o engajamento no novo estilo de vida, ao instalar-se o Novo Israel, participação na vida eterna numa nova configuração e preparar-se para a tarefa missionária.
      4. DISCIPULADOR: ide, portanto, fazei discípulos...” (Mt 28.19).  Fazer discípulos é preciso e ensiná-los é melhor ainda. “Fazer discípulo” não fazer membros. Implica em “curar, guiar e sustentar”. Os três verbos “ide”, “batizar” e “ensinar” qualificam o verbo central, “fazer”. Pode-se dizer também que há quatro verbos muito importantes e envolventes na vida do discipulador: ver, ouvir, sentir e falar. Ao discípulo deve-se ensinar tudo quanto Jesus tem mandado. Dessa maneira ele será um discipulador.
       “A aprendizagem da palavra de Deus desarma as armadilhas do diabo cujas malhas prendem o povo. Em outras palavras, o que o diabo não suporta é a liberdade que provém da palavra de Deus através do ensino” (Danilo R. Streck). Não é  suficiente  arrebanhar ovelhas e encher o aprisco. De acordo com a teologia prática as ovelhas feridas precisam ser curadas, sustentadas e guiados com zelo e amor.
       Vamos discorrer sobre a diferença entre seguidor e discípulo:
O SEGUIDOR  ESPERA PÃES E PEIXES ( Mt 4.4 );
O DISCIPULO  É UM PESCADOR ( Lc 5.10 );
O SEGUIDOR   LUTA POR CRESCER ( João 15 );
O DISCIPULO  LUTA POR REPRODUZIR-SE ( Mt 28.19 );
O SEGUIDOR   ENTREGA PARTE DOS SEUS DESEJOS ( Mt 6.24 );
O DISCÍPULO  ENTREGA TODA SUA VIDA ( Rm 12.1 );
O SEGUIDOR   É CONDICIONADO PELAS CIRCUNSTÂNCIAS ( Mc 4.37-38
O DISCÍPULO  APROVEITA-AS PARA EXERCITAR SUA FÉ ( II Co 4.8-11 );
O SEGUIDOR   VALE, PORQUE SOMA ( Lc 9.33 );
O DISCÍPULO  VALE, PORQUE MULTIPLICA ( Atos 4.4; 6.1 );
O SEGUIDOR   GOSTA DE AFAGO ( João 13.25 );
O DISCÍPULO  GOSTA DO SERVIÇO E DO SACRIFÍCIO ( I Pe 2.5 );
O SEGUIDOR   É VALIOSO ( Lc 12.7 );
O DISCÍPULO  É INDISPENSÁVEL ( Atos 1.8; II Tm 2.15 ).
       Quando se faz uma incursão no Antigo Testamento, torna-se conhecedor de incontáveis sinais de manifestações divinas na caminhada e na construção da história dos hebreus e do povo de Israel. De igual modo, ao iniciar-se o período da Nova Aliança, Jesus Cristo, seus discípulos e os apóstolos deixaram o registro de curas, sinais e prodígios ( Mt 4.23-25; Lc 13.32; At 5.16; At 10.38).
Os hospitais, clínicas e sanatórios são usados para curar toda a sorte de doenças. Entretanto, a Igreja de Jesus Cristo é uma clínica para curar os males espirituais, emocionais, físicos e os conflitos relacionais. Ela usa como terapia a Palavra de Deus, a oração, o jejum e o aconselhamento. A igreja usa como a psicanálise, o método catártico para purgação e purificação no tratamento da psiconeurose, tão evidente em nossa sociedade. “Vinde a mim todos vós...( Mt 1.28);
O Espírito do senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar aos pobres. Enviou-me para apregoar liberdade aos cativos, dar vistas aos cegos, pôr em liberdade os oprimidos, e anunciar o ano aceitável do Senhor ” (Lc 4.18,19).
Esses textos, e muitos outros, revelam a prática de Jesus Cristo para a cura dos males que afligiam o povo. A medicina, em geral, está evocando os recursos da fé para a cura dos enfermados. Na verdade, é evidente que, nas igrejas pentecostais e neopentecostais prática-se a catarse e, em fazendo assim, arrebanham muitos convertidos e seguidores de Jesus Cristo. Por conseguinte, há grande necessidade da prática do discipulado.
       CONCLUSÃO: Os desungidos correrão, trabalharão, cansarão e, finalmente serão acometidos por uma doença de nome “esgotamento espiritual”, herança de atividades perfunctórias. Uma igreja sem a evidência de sinais torna-se sem a GRAÇA, sem graça e correndo o risco de deixar o povo abandonado e na desgraça. Jacques Dupont disse: “ O anúncio da Palavra torna-se mais impactante quando acompanhado por milagres”. “E estes sinais hão de  seguir os que crerem...”(Mc 16.15). Exponho aqui a razão do crescimento da Igreja Primitiva:
1. Perseveravam na doutrina dos apóstolos;
2. Na comunhão, no partir do pão e nas orações;
3. Em cada alma havia temor e
5. Muitos sinais e prodígios eram feitos por meio dos apóstolos (Atos 2.42-43).

Dr. Jalmar Bowden disse-me: “Tenho notícias que  suas  igrejas  estão  crescendo. Na  verdade, não precisa pagar pastor para matar igreja. Nesse caso, é melhor deixar a igreja sob os  cuidados de leigos e  ela  não morrerá  ”. Somos povo de Deus vocacionado  para fazer discípulos. Como  tal, não devemos  ocupar tempo demasiado na  caserna limpando e polindo as nossas armas. Temos que ir para as fronteiras e detonar as fortalezas do inimigo.  O Excelente Missionário, Jesus Cristo, está sempre entre nós. Do menor e na esperança de servir.






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O JOVEM MAIS BELO – ABSALÃO

Absalão, em hebraico, אַבְשָלוֹם. Significado: Meu pai é paz. Ler os textos II Samuel 3.1-5; 13.21-29; 14.24-33; 15.1-12; 18.9-17 e 18.33 A Bíblia nomeia Absalão como o terceiro filho de Davi cuja mãe era Maaca. Havia muita crise relacional na família real. Cada filho nascia de uma mulher diferente. Infelizmente, esta anomalia social está acontecendo em nossa sociedade. Em 2 Sm 14.25 e 26, diz que não havia, em Israel, homem mais belo e formoso do que Absalão. Desde a planta dos pés até a cabeça, não havia defeito algum. Não havia academia de fisiculturismo. Ele não era ‘bombado,’ mas tinha o corpo sarado.

O Bom Pastor e as Ovelhas

João 10.5 e 9-10 -INTRODUÇÃO: É preciso ajustar a nossa vida com Jesus Cristo, o Supremo Pastor, para sentirmo-nos satisfeitos e calmos. A ovelha não é um animal muito exigente. Come o que se lhes dá a comer; bebe o que se lhes dá a beber. A igreja, na pós-modernidade tem pastores de todas as classes, habilidades e gostos. A bem da verdade, o título de pastor está um pouco desgastado. Surgem outras qualificações que dão mais status como apóstolo, profeta, missionário. Há pastor que prega o evangelho puro e transformador que “é o poder de Deus para a salvação de aquele que crê” (Rm 1.16), da cura, do exorcismo, da prosperidade, da libertação, do Quinto Evangelho do “nada a ver” e, faz uma salada que intoxica a alma ao invés de curar seus males.

ESPIRITO, ALMA E CORPO – DOUTRINA FUNDAMENTAL

“E O PRÓPRIO DEUS DE PAZ VOS SANTIFIQUE COMPLETAMENTE; E O VOSSO ESPÍRITO, ALMA E CORPO SEJAM PLENAMENTE CONSERVADOS IRREPREENSÍVEIS PARA VINDA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO" 1 Ts 5.23 "POIS A PALAVRA É VIVA E EFICAZ, E MAIS CORTANTE DO QUE QUALQUER ESPADA DE DOIS GUMES, E PENETRA ATÉ AO PONTO DE DIVIDIR ALMA E ESPÍRITO, JUNTAS E MEDULAS, E É APTA PARA DISCERNIR OS PENSAMENTOS E INTENÇÕES DO CORAÇÃO” Hb 4.12 FUNÇÕES RESPECTIVAS DO ESPÍRITO, ALMA E CORPO