Pular para o conteúdo principal

O Parácleto

   A vitória da igreja é consequência da intervenção e ação do Espírito Santo.  Ele é o estrategista de toda a ação da igreja. É o dinamizador que produz unidade, equilíbrio, santificação e testemunho. Ele move, remove, renova, comove, promove, resolve, sorve, restaura, limpa, ensina, convence, consola, capacita e unge para a  missão. “Sem o Espírito Santo é impossível viver a vida cristã e servir a Deus”(René Pache). “Se a igreja tiver medo do poder do alto, ela será uma força inexpressível no cenário a Pátria”(Stanley Jones). 

    O Espírito Santo é uma pessoa inteligente. Não é manipulável e nem manipula. Somos membros da Igreja, corpo de CORPO DE CRISTO e nele existimos e nos movemos sob a dinâmica deste poder. A ausência deste poder gera paralisia e espiritualidade inconsequente.
   Decorridos 72 anos recordo-me que minha mãe pediu-me para buscar fogo na vizinha. Ela deu-me um tição abrasado. Saí correndo e cheguei com ele em labaredas. Na igreja há tições flamejantes e outros bruxuleantes. 
    O Espírito Santo aquece os porões da alma, expurga o mofo e gera testemunho autêntico para a conversão dos que estão na rota do inferno. Ele gera qualidade e quantidade na igreja e não há lugar para “fracos e doentes. Não são poucos os que dormem”(I Co 11.30), todavia a dinâmica do Espírito restabelece as mãos descaídas e firma os joelhos claudicantes, para fazer veredas retas para que não se extravie o que é manco, antes seja curado“ (Hb 12.12 e 13).
  O Espírito Santo segue assistindo a igreja e “intercedendo, sobremaneira por nós, com gemidos inexprimíveis”(Rm 8.26). Portanto, não se pode “coxear entre dois pensamen-tos”; não é necessário ir tão longe, correndo daqui para ali e acolá em busca deste poder, (I Reis 18.21). No dia de Pentecoste foi ratificada a promessa da globalização do PODER DO ESPÍRITIO SANTO “sobre toda a carne” (Jl 2.28). Quer no grande ou pequeno templo, mansão, choupana ou casebre, haja sábio ou indouto, o Espírito Santo está presente.
   O Espírito Santo age como fogo abrasador queimando pecados e, como óleo, ungindo e curando as nossas feridas para ungirmos e curarmos as feridas de muitos que clamam em busca de socorro. “Sem o fogo do Espírito Santo não existe evangelização. Sem fogo na mente e no coração, as atividades da igreja são apenas atividades rotineiras” e perfunctórias (Reinhard Bonnke). 
    A sarça precisar esta a arder no meio do povo de Deus para que veja maravilhas acontecerem. Sansão usou raposas de duas em duas com tochas  numa incursão incendiária na seara do inimigo (Juízes 15). Se usarmos esse método, debelaremos o fogo do inimigo que se alastra nos nossos dias ameaçando SANTA GREI.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESPIRITO, ALMA E CORPO – DOUTRINA FUNDAMENTAL

“E O PRÓPRIO DEUS DE PAZ VOS SANTIFIQUE COMPLETAMENTE; E O VOSSO ESPÍRITO, ALMA E CORPO SEJAM PLENAMENTE CONSERVADOS IRREPREENSÍVEIS PARA VINDA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO" 1 Ts 5.23 "POIS A PALAVRA É VIVA E EFICAZ, E MAIS CORTANTE DO QUE QUALQUER ESPADA DE DOIS GUMES, E PENETRA ATÉ AO PONTO DE DIVIDIR ALMA E ESPÍRITO, JUNTAS E MEDULAS, E É APTA PARA DISCERNIR OS PENSAMENTOS E INTENÇÕES DO CORAÇÃO” Hb 4.12 FUNÇÕES RESPECTIVAS DO ESPÍRITO, ALMA E CORPO

Você é um seguidor ou discípulo?

O PERFIL DO SEGUIDOR E DO DISCÍPULO:
O SEGUIDOR ESPERA PÃES E PEIXES (Mt 4.4), MAS O DISCÍPULO É UM PESCADOR (Lc 5.10).
O SEGUIDOR LUTA POR CRESCER (Jo 15), MAS O DISCÍPULO LUTA POR REPRODUZIR (Mt 28.19), O SEGUIDOR É CONDICIONADO PELAS CIRCUNSTÂNCIAS (Mc 4.37-38), MAS O DISCÍPULO APROVEITA-AS PARA EXERCITAR SUA FÉ ( 2Co 4.8-11),          O SEGUIDOR VALE, PORQUE SOMA (Lc 9.33), MAS O DISCÍPULO VALE, PORQUE MULTIPLICA (At 4.4; 6.1).
O SEGUIDOR GOSTA DE AFAGO  (Jo 13.25);, MAS O DISCÍPULO GOSTA DO SERVIÇO E DO SACRIFÍCIO (1P e 2.5).
 O SEGUIDOR É VALIOSO (Lc 12.7 ), MAS O DISCÍPULO É INDISPENSÁVEL (At 1.8; 2Tm 2.15).
No dia em que os seguidores e discípulos de Cristo puserem em prática estes princípios bíblicos, provocarão nervosismo naquele que  se levanta com suas hostes contra o reino de Deus. De nada adiantará, porque ele será derrotado pelo SANGUE DO CORDEIRO. Aleluia!

ESPÍRITO, ALMA E CORPO

1 Ts 5.23; Hb 4.12 “E O PRÓPRIO DEUS DE PAZ VOS SANTIFIQUE COMPLETAMENTE; E O VOSSO ESPÍRITO, ALMA E CORPO SEJAM PLENAMENTE CONSERVADOS IRREPREENSÍVEIS PARA VINDA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, POIS A PALAVRA É VIVA E EFICAZ, E MAIS CORTANTE DO QUE QUALQUER ESPADA DE DOIS GUMES, E PENETRA ATÉ AO PONTO DE DIVIDIR ALMA E ESPÍRITO, JUNTAS E MEDULAS, E É APTA PARA DIOSCERNIR OS PENSAMENTOS E INTENÇÕES DO CORAÇÃO”. FUNÇÕES RESPECTIVAS DO ESPÍRITO, ALMA E CORPO:

O Bom Pastor e as Ovelhas

João 10.5 e 9-10 -INTRODUÇÃO: É preciso ajustar a nossa vida com Jesus Cristo, o Supremo Pastor, para sentirmo-nos satisfeitos e calmos. A ovelha não é um animal muito exigente. Come o que se lhes dá a comer; bebe o que se lhes dá a beber. A igreja, na pós-modernidade tem pastores de todas as classes, habilidades e gostos. A bem da verdade, o título de pastor está um pouco desgastado. Surgem outras qualificações que dão mais status como apóstolo, profeta, missionário. Há pastor que prega o evangelho puro e transformador que “é o poder de Deus para a salvação de aquele que crê” (Rm 1.16), da cura, do exorcismo, da prosperidade, da libertação, do Quinto Evangelho do “nada a ver” e, faz uma salada que intoxica a alma ao invés de curar seus males.