Pular para o conteúdo principal

Ser Homem e ser Mulher

Mateus 19.1-16 
Vamos apresentar alguns princípios relacionados à masculinidade e à femilidade que nos ajudarão a entender como se dá a compreensão pessoal da identidade de gênero, bem como suas expressões sócio-culturais que nos revelam o que é ser homem ou mulher dentro de nosso ambiente cultural. E, discutiremos alguns preceitos bíblicos e relevantes que permeiam este tema. Inicialmente, é fundamental citar alguns pressupostos, colocados por Medinger no livro “Novos Caminhos”:

1. Especialmente na infância, boa parte dos homens não sentiu suficientemente masculinos;
2. Com freqüência o ponto central da homossexualidade masculina é caracterizado pela busca da masculinidade de outros homens; uma masculinidade que se deseja, mas que ao mesmo tempo, o indivíduo não se vê capaz de atingi-la. A ausência de identidade masculina é o aspecto que dirige e dá força a busca homossexual.
3. Grande parte das mulheres em nosso ministério sofreu algum tipo de abuso por parte de homens, e como decorrência deste abuso, rejeitou algumas características de sua identidade feminina. Isto se trata de uma atitude de auto-defesa.
4. Além disso, algumas mulheres observaram suas mães serem abusadas de alguma forma por outros homens; isto gerou uma decisão interna: “se isto é o que acontece com as mulheres, eu não quero ser uma mulher.”
PRINCÍPIO 1 – A mulher já tem, em boa medida, sua identidade feminina, porém o homem precisa receber sua identidade masculina. Observamos em várias culturas ritos de passagem para que os meninos se tornem homens e aprendam com os mais velhos. No entanto, na maioria dos casos, a mesma cultura não possui práticas equivalentes para as mulheres. Uma teria que explica este fato é que como as meninas nascem a partir dos corpos de suas mães, elas identificam-se com a feminilidade desde o seu nascimento. Por outro lado, os meninos apesar de nascerem de um corpo feminino, terão que aprender que não são como suas mães e, de fato, precisarão romper com a identificação atrelada a elas. Em seguida, necessitarão buscar sua identidade em outra fonte. Ao perceberem sua semelhança com seus pais, iniciarão o processo de receberem suas identidades masculinas deles, desde que nada interfira neste processo.
PRINCÍPIO 2 – O problema real do homem na homossexualidade não é excesso de características femininas, mas sim que não conseguiu desenvolver sua masculinidade suficientemente ou adequadamente. O problema da mulher no lesbianismo não é que tenha excesso de características masculinas, mas sim que tenha rejeitado sua feminilidade. Isso nos revela que o problema não está em que homens sejam sensíveis, intuitivos e até mesmo dados a fazeres doméstico. Não há nada intrinsecamente errado em mulheres demonstrarem aptidões esportivas ou analíticas. A falta está quando não conseguimos realizar nossos papeis como homens e mulheres de acordo com os propósitos de Deus. Neste contexto, a “cura” está mais relacionada à atitude de “revestir-se” de algo, do que “despir-se”.
PRINCÍPIO 3 - Tantos os homens como as mulheres são uma combinação da masculinidade e da feminilidade – porém, nos homens, deve predominar a masculinidade, e a feminilidade nas mulheres, segundo a imagem de Deus.
PRINCÍPIO 4 – Tantos os homens como as mulheres são iqualmente valiosos para Deus – ambos foram criados à sua semelhança. “Desse modo, não existe diferença entre judeus e não-judeus, entre escravos e pessoas livres, entre homens e mulheres: todos vocês são um só por estarem unidos com Cristo Jesus.” (Gl 3.28).
PRINCÍPIO 5 – Os homens e as mulheres foram criados para funções diferentes.
PRINCÍPIO 6 – Os homens e as mulheres foram criados para complementarem-se uns aos outros.
No contexto em se vive, hoje, há muitos bandalhos girando a metralhadora e mandando balas para todas as direções na questão da homossexualudade e homossexualidade. «O meu povo é destruído por falta de conhecimento » dos postulados das Escrituras Sagradas (Oséias 4.6). «O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; bomentendimento têm todos os que obedecem aos sus preceitos» (Sl 111.10).

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA :

MEDINGER. Alan. Novos Caminhos. Regeneration Books. Londrina – PR. 2001.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Convertido, Seguidor, Discípulo ou Discipulador?

“O mesmo Espírito testifica com nosso espírito que somos filhos de Deus (Rm 8.16). Pressupõe-se que, se a igreja tem convertidos, que se transformam em seguidor, e depois, em discípulo, ela precisa de discipuladorOu se evangeliza e vive ou não se evangeliza e morre. A evangelização e os seus resultados deixam igreja em clima de festa.Haverá sempre "uma festa no céu por um pecador que se arrepende”(Lc 15.7). Meu objetivo, ao apresentar este estudo, é estimular e enriquecer você para a prática do Discipulado. Há quatro estágios fundamentais para quem deseja ser fazedor dediscípulo:

ESPIRITO, ALMA E CORPO – DOUTRINA FUNDAMENTAL

“E O PRÓPRIO DEUS DE PAZ VOS SANTIFIQUE COMPLETAMENTE; E O VOSSO ESPÍRITO, ALMA E CORPO SEJAM PLENAMENTE CONSERVADOS IRREPREENSÍVEIS PARA VINDA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO" 1 Ts 5.23 "POIS A PALAVRA É VIVA E EFICAZ, E MAIS CORTANTE DO QUE QUALQUER ESPADA DE DOIS GUMES, E PENETRA ATÉ AO PONTO DE DIVIDIR ALMA E ESPÍRITO, JUNTAS E MEDULAS, E É APTA PARA DISCERNIR OS PENSAMENTOS E INTENÇÕES DO CORAÇÃO” Hb 4.12 FUNÇÕES RESPECTIVAS DO ESPÍRITO, ALMA E CORPO

O Bom Pastor e as Ovelhas

João 10.5 e 9-10 -INTRODUÇÃO: É preciso ajustar a nossa vida com Jesus Cristo, o Supremo Pastor, para sentirmo-nos satisfeitos e calmos. A ovelha não é um animal muito exigente. Come o que se lhes dá a comer; bebe o que se lhes dá a beber. A igreja, na pós-modernidade tem pastores de todas as classes, habilidades e gostos. A bem da verdade, o título de pastor está um pouco desgastado. Surgem outras qualificações que dão mais status como apóstolo, profeta, missionário. Há pastor que prega o evangelho puro e transformador que “é o poder de Deus para a salvação de aquele que crê” (Rm 1.16), da cura, do exorcismo, da prosperidade, da libertação, do Quinto Evangelho do “nada a ver” e, faz uma salada que intoxica a alma ao invés de curar seus males.

O JOVEM MAIS BELO – ABSALÃO

Absalão, em hebraico, אַבְשָלוֹם. Significado: Meu pai é paz. Ler os textos II Samuel 3.1-5; 13.21-29; 14.24-33; 15.1-12; 18.9-17 e 18.33 A Bíblia nomeia Absalão como o terceiro filho de Davi cuja mãe era Maaca. Havia muita crise relacional na família real. Cada filho nascia de uma mulher diferente. Infelizmente, esta anomalia social está acontecendo em nossa sociedade. Em 2 Sm 14.25 e 26, diz que não havia, em Israel, homem mais belo e formoso do que Absalão. Desde a planta dos pés até a cabeça, não havia defeito algum. Não havia academia de fisiculturismo. Ele não era ‘bombado,’ mas tinha o corpo sarado.