Pular para o conteúdo principal

Total de visitas:

Um olhar para o Vale - uma reflexão da vida para a vida

   
   No transcurso dos anos de nossas vidas nós nos deparamos com muitos vales. O melhor deles é o vale da bênção e nós passamos por ele milhares de vezes, mas nem tudo na vida é bênção. Nós valorizamos a bênção depois de um infortúnio, escassez, dor profunda, derrota, crise relacional, uma noite de tempestade em um mar revolto quando se fez bonança. Num olhar para o vale pode-se sentir uma brisa suave ou um vulcão vomitando lavas incandescentes; um trigal dourado ou a terra ressequida que nada produz; ouvir gente cantando uma canção ou alguém chorando a perda irreparável; uns « andando e chorando enquanto semeiam »(Sl 126.5); outros fazendo a colheita abençoada; pode-se sofrer com o calor do sol causticante ou uma chuva refrescante; nem sempre a alegria é uma boa e grande mestra; essa alegria pode ser uma quimera que não deixa sinais de sabedoria e aprofunda-mento espiritual, amadurecimento para enfrentar outras tempestades ou ajudando alguém com um alento. No vale dos colégios onde estive internado, quantas vezes chorei escondido e fui consolado!     
    Andamos pelo da morte quando nossa filha, Berenice que faleceu no no ventre da Laura cujo enterro foi feito apenas por mim e o coveiro, na missão em Vitória da Conquista. Lá estava o bom Pastor para me consolar enquanto celebrava o ofício fúnebre e as lágrimas rolavam pela minha face.
   Muitas vezes passamos pelo vale por onde Jó, servo sofredor, andou chorando e suportando o escárneo de amigos, mui amigos e, a até de familiares. No meio da dor sua alma soluçou e ele disse: « Eu sei que o meu Redentor vive... » (Jó 19.25). Emil Brunner, grande teólogo disse: « quanto mais profunda é a dor e a angústia, mais aguçada é a esperança. » Paulo deixou para nós uma tríade: « fé, esperança e amor, porém, o maior destes é o amor ». O amor é a essência da vida. É a dinâmica da vida.
 Vi uma moça com muitos predicados físicos sentada numa escada e chorando, porque lhe faltava o amor. Os tons, as cores, os sons e os sabores da vida são definidos pelo amor com o qual pintam-se os melhores e os mais belos quadros. O mundo está ficando muito árido e vejo muitos « vales de baca »com escassez de relacionamento em amor. Charles Chaplin expressa: « o homem moderno pensa muito e sente muito pouco. » O homem tem criado muitos vales áridos. Albert Schweitzer profetizou: « Brevemente teremos um novo período da história como o da Idade Média: a humanização das máquinas e desumanização do homem. O homem já abriu algumas crateras, vales com os artefatos bélicos onde muitos estão enterrados e milhões no vale de lágrimas. 
  Louvado seja o Senhor que fundou um Reino sem usar a espada, senão the sword of Holly Spirit to kill the killer (Jo 10.10; Ef 6.17). Nós somos súditos desse bendito reino. Quem tentou lutar contra ele já sucumbiu na curva da estrada e da história. Não importa qual seja o nosso vale. O importante é saber viver na certeza de que o Bom Pastor está atravessando conosco. Certo fazendeiro disse ao seu vaqueiro: « prefiro ouvir o berro de um bezerro, ao choro de uma criança doente ou com fome. » Um industrial disse à sua máquina: « Obrigado pelo lucro que você me deu, hoje », mas não perguntou ao operador de máquina – Como vai sua mulher, melhorou sua saúde?
    Como gostaria de estar ao seu lado para cantar o hino 392 que diz: « Eu desci para o vale onde há bênção e paz. E pressinto comigo Jesus; aos humildes seu sangue assegura perdão. Seu Espírito os enche de luz. Entrai neste vale de bênção e paz, onde Cristo nos mostra afeição; descansai, exultai, confessai-o, publicai que nele há salvação.» Pegue o seu hinário e complete cantando ou lendo o restante deste hino escrito por Sarah Poulton Keller. Cada um tem o seu vale: de risos ou choro; alegria ou tristeza; de vitórias ou derrotas; rosas ou espinhos. 

            Obrigado, Deus, provedor fiel, Jesus Cristo, bom pastor e Espírito  Santo, Consolador!
            Nosso  abraço nos entranháveis afetos de misericórdia.

                                        Laura e Pr. Trevenzoli

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O JOVEM MAIS BELO – ABSALÃO

Absalão, em hebraico, אַבְשָלוֹם. Significado: Meu pai é paz. Ler os textos II Samuel 3.1-5; 13.21-29; 14.24-33; 15.1-12; 18.9-17 e 18.33 A Bíblia nomeia Absalão como o terceiro filho de Davi cuja mãe era Maaca. Havia muita crise relacional na família real. Cada filho nascia de uma mulher diferente. Infelizmente, esta anomalia social está acontecendo em nossa sociedade. Em 2 Sm 14.25 e 26, diz que não havia, em Israel, homem mais belo e formoso do que Absalão. Desde a planta dos pés até a cabeça, não havia defeito algum. Não havia academia de fisiculturismo. Ele não era ‘bombado,’ mas tinha o corpo sarado.

ESPIRITO, ALMA E CORPO – DOUTRINA FUNDAMENTAL

“E O PRÓPRIO DEUS DE PAZ VOS SANTIFIQUE COMPLETAMENTE; E O VOSSO ESPÍRITO, ALMA E CORPO SEJAM PLENAMENTE CONSERVADOS IRREPREENSÍVEIS PARA VINDA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO" 1 Ts 5.23 "POIS A PALAVRA É VIVA E EFICAZ, E MAIS CORTANTE DO QUE QUALQUER ESPADA DE DOIS GUMES, E PENETRA ATÉ AO PONTO DE DIVIDIR ALMA E ESPÍRITO, JUNTAS E MEDULAS, E É APTA PARA DISCERNIR OS PENSAMENTOS E INTENÇÕES DO CORAÇÃO” Hb 4.12 FUNÇÕES RESPECTIVAS DO ESPÍRITO, ALMA E CORPO

Convertido, Seguidor, Discípulo ou Discipulador?

“O mesmo Espírito testifica com nosso espírito que somos filhos de Deus (Rm 8.16). Pressupõe-se que, se a igreja tem convertidos, que se transformam em seguidor, e depois, em discípulo, ela precisa de discipuladorOu se evangeliza e vive ou não se evangeliza e morre. A evangelização e os seus resultados deixam igreja em clima de festa.Haverá sempre "uma festa no céu por um pecador que se arrepende”(Lc 15.7). Meu objetivo, ao apresentar este estudo, é estimular e enriquecer você para a prática do Discipulado. Há quatro estágios fundamentais para quem deseja ser fazedor dediscípulo:

O Bom Pastor e as Ovelhas

João 10.5 e 9-10 -INTRODUÇÃO: É preciso ajustar a nossa vida com Jesus Cristo, o Supremo Pastor, para sentirmo-nos satisfeitos e calmos. A ovelha não é um animal muito exigente. Come o que se lhes dá a comer; bebe o que se lhes dá a beber. A igreja, na pós-modernidade tem pastores de todas as classes, habilidades e gostos. A bem da verdade, o título de pastor está um pouco desgastado. Surgem outras qualificações que dão mais status como apóstolo, profeta, missionário. Há pastor que prega o evangelho puro e transformador que “é o poder de Deus para a salvação de aquele que crê” (Rm 1.16), da cura, do exorcismo, da prosperidade, da libertação, do Quinto Evangelho do “nada a ver” e, faz uma salada que intoxica a alma ao invés de curar seus males.