Pular para o conteúdo principal

Um olhar para o Vale - uma reflexão da vida para a vida

   
   No transcurso dos anos de nossas vidas nós nos deparamos com muitos vales. O melhor deles é o vale da bênção e nós passamos por ele milhares de vezes, mas nem tudo na vida é bênção. Nós valorizamos a bênção depois de um infortúnio, escassez, dor profunda, derrota, crise relacional, uma noite de tempestade em um mar revolto quando se fez bonança. Num olhar para o vale pode-se sentir uma brisa suave ou um vulcão vomitando lavas incandescentes; um trigal dourado ou a terra ressequida que nada produz; ouvir gente cantando uma canção ou alguém chorando a perda irreparável; uns « andando e chorando enquanto semeiam »(Sl 126.5); outros fazendo a colheita abençoada; pode-se sofrer com o calor do sol causticante ou uma chuva refrescante; nem sempre a alegria é uma boa e grande mestra; essa alegria pode ser uma quimera que não deixa sinais de sabedoria e aprofunda-mento espiritual, amadurecimento para enfrentar outras tempestades ou ajudando alguém com um alento. No vale dos colégios onde estive internado, quantas vezes chorei escondido e fui consolado!     
    Andamos pelo da morte quando nossa filha, Berenice que faleceu no no ventre da Laura cujo enterro foi feito apenas por mim e o coveiro, na missão em Vitória da Conquista. Lá estava o bom Pastor para me consolar enquanto celebrava o ofício fúnebre e as lágrimas rolavam pela minha face.
   Muitas vezes passamos pelo vale por onde Jó, servo sofredor, andou chorando e suportando o escárneo de amigos, mui amigos e, a até de familiares. No meio da dor sua alma soluçou e ele disse: « Eu sei que o meu Redentor vive... » (Jó 19.25). Emil Brunner, grande teólogo disse: « quanto mais profunda é a dor e a angústia, mais aguçada é a esperança. » Paulo deixou para nós uma tríade: « fé, esperança e amor, porém, o maior destes é o amor ». O amor é a essência da vida. É a dinâmica da vida.
 Vi uma moça com muitos predicados físicos sentada numa escada e chorando, porque lhe faltava o amor. Os tons, as cores, os sons e os sabores da vida são definidos pelo amor com o qual pintam-se os melhores e os mais belos quadros. O mundo está ficando muito árido e vejo muitos « vales de baca »com escassez de relacionamento em amor. Charles Chaplin expressa: « o homem moderno pensa muito e sente muito pouco. » O homem tem criado muitos vales áridos. Albert Schweitzer profetizou: « Brevemente teremos um novo período da história como o da Idade Média: a humanização das máquinas e desumanização do homem. O homem já abriu algumas crateras, vales com os artefatos bélicos onde muitos estão enterrados e milhões no vale de lágrimas. 
  Louvado seja o Senhor que fundou um Reino sem usar a espada, senão the sword of Holly Spirit to kill the killer (Jo 10.10; Ef 6.17). Nós somos súditos desse bendito reino. Quem tentou lutar contra ele já sucumbiu na curva da estrada e da história. Não importa qual seja o nosso vale. O importante é saber viver na certeza de que o Bom Pastor está atravessando conosco. Certo fazendeiro disse ao seu vaqueiro: « prefiro ouvir o berro de um bezerro, ao choro de uma criança doente ou com fome. » Um industrial disse à sua máquina: « Obrigado pelo lucro que você me deu, hoje », mas não perguntou ao operador de máquina – Como vai sua mulher, melhorou sua saúde?
    Como gostaria de estar ao seu lado para cantar o hino 392 que diz: « Eu desci para o vale onde há bênção e paz. E pressinto comigo Jesus; aos humildes seu sangue assegura perdão. Seu Espírito os enche de luz. Entrai neste vale de bênção e paz, onde Cristo nos mostra afeição; descansai, exultai, confessai-o, publicai que nele há salvação.» Pegue o seu hinário e complete cantando ou lendo o restante deste hino escrito por Sarah Poulton Keller. Cada um tem o seu vale: de risos ou choro; alegria ou tristeza; de vitórias ou derrotas; rosas ou espinhos. 

            Obrigado, Deus, provedor fiel, Jesus Cristo, bom pastor e Espírito  Santo, Consolador!
            Nosso  abraço nos entranháveis afetos de misericórdia.

                                        Laura e Pr. Trevenzoli

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Convertido, Seguidor, Discípulo ou Discipulador?

“O mesmo Espírito testifica com nosso espírito que somos filhos de Deus (Rm 8.16). Pressupõe-se que, se a igreja tem convertidos, que se transformam em seguidor, e depois, em discípulo, ela precisa de discipuladorOu se evangeliza e vive ou não se evangeliza e morre. A evangelização e os seus resultados deixam igreja em clima de festa.Haverá sempre "uma festa no céu por um pecador que se arrepende”(Lc 15.7). Meu objetivo, ao apresentar este estudo, é estimular e enriquecer você para a prática do Discipulado. Há quatro estágios fundamentais para quem deseja ser fazedor dediscípulo:

ESPIRITO, ALMA E CORPO – DOUTRINA FUNDAMENTAL

“E O PRÓPRIO DEUS DE PAZ VOS SANTIFIQUE COMPLETAMENTE; E O VOSSO ESPÍRITO, ALMA E CORPO SEJAM PLENAMENTE CONSERVADOS IRREPREENSÍVEIS PARA VINDA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO" 1 Ts 5.23 "POIS A PALAVRA É VIVA E EFICAZ, E MAIS CORTANTE DO QUE QUALQUER ESPADA DE DOIS GUMES, E PENETRA ATÉ AO PONTO DE DIVIDIR ALMA E ESPÍRITO, JUNTAS E MEDULAS, E É APTA PARA DISCERNIR OS PENSAMENTOS E INTENÇÕES DO CORAÇÃO” Hb 4.12 FUNÇÕES RESPECTIVAS DO ESPÍRITO, ALMA E CORPO

O Bom Pastor e as Ovelhas

João 10.5 e 9-10 -INTRODUÇÃO: É preciso ajustar a nossa vida com Jesus Cristo, o Supremo Pastor, para sentirmo-nos satisfeitos e calmos. A ovelha não é um animal muito exigente. Come o que se lhes dá a comer; bebe o que se lhes dá a beber. A igreja, na pós-modernidade tem pastores de todas as classes, habilidades e gostos. A bem da verdade, o título de pastor está um pouco desgastado. Surgem outras qualificações que dão mais status como apóstolo, profeta, missionário. Há pastor que prega o evangelho puro e transformador que “é o poder de Deus para a salvação de aquele que crê” (Rm 1.16), da cura, do exorcismo, da prosperidade, da libertação, do Quinto Evangelho do “nada a ver” e, faz uma salada que intoxica a alma ao invés de curar seus males.

ESPÍRITO, ALMA E CORPO

1 Ts 5.23; Hb 4.12 “E O PRÓPRIO DEUS DE PAZ VOS SANTIFIQUE COMPLETAMENTE; E O VOSSO ESPÍRITO, ALMA E CORPO SEJAM PLENAMENTE CONSERVADOS IRREPREENSÍVEIS PARA VINDA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, POIS A PALAVRA É VIVA E EFICAZ, E MAIS CORTANTE DO QUE QUALQUER ESPADA DE DOIS GUMES, E PENETRA ATÉ AO PONTO DE DIVIDIR ALMA E ESPÍRITO, JUNTAS E MEDULAS, E É APTA PARA DIOSCERNIR OS PENSAMENTOS E INTENÇÕES DO CORAÇÃO”. FUNÇÕES RESPECTIVAS DO ESPÍRITO, ALMA E CORPO: